Ecologia Urbana

O Caminho para uma Sociedade Sustentável

Respondendo a essa pergunta de forma direta e simples: Sim, totalmente.

Cada cidadão pode atuar como um verdadeiro motor provocador de mudanças e como um farol guia para incentivar as práticas de preservação e sustentabilidade ambiental; praticando pequenos passos em sua própria casa e em sua vida cotidiana. Nada muito dramático e muito menos espetaculoso. Coisas simples e atos corriqueiros que podem provocar a multiplicação do pensamento preservacionista e contribuir de forma definitiva para uma melhoria das condições ambientais nas grandes cidades ou mesmo em comunidades rurais.

Qualquer pessoa capaz de um mínimo de raciocínio, verificará sem a menor sombra de dúvida que a atuação do ser humano frente ao planeta em que vive é danosa e devastadoramente perniciosa. Contudo, nem todos podem pegar sua indignação e participar de movimentos com mobilizações gigantescas e de grande destaque mundial. Assim, a atuação individual e, aparentemente, de curto alcance; podem ser multiplicadas passando de pessoa para pessoa de forma a criar uma gigantesca rede que terá o mesmo impacto dos grandes movimentos ambientalistas globais.

Assim, adotar práticas de preservação e sustentabilidade no lar é muito mais fácil e cômodo do que se pode imaginar. Coisas muito simples como: Separar os resíduos orgânicos do lixo e transformá-los em adubo. Uma prática muito simples e que precisa apenas de um balde (ou um caixote) e um pouco de terra. Apagar as luzes quando não estiver usando o cômodo. Tomar banho com o chuveiro ajustado sempre no “verão”. Lavar e passar roupas apenas depois de acumular um volume adequado. Evitar usar sacolas plásticas nas compras de supermercado. Jamais descartar restos de óleo nos ralos ou nas pias. Dar o correto destino às pilhas, baterias e a todo o lixo tecnológico que você produzir. Separar o papel, do vidro e do metal para favorecer a reciclagem e a coleta seletiva. Desligar os equipamentos eletrônicos das tomadas sempre que não for usá-los. Etc…

Como você pode perceber, são práticas simples e que ajudarão de forma decisiva na revitalização do planeta e na preservação dos recursos naturais envolvidos no fornecimento desses confortos modernos. Não é, portanto, preciso nenhum investimento e nenhuma maneira de agir mirabolante e dispendiosa para que você contribua de forma real para a preservação do planeta e para a sustentabilidade do ambiente em que vive.

Assim como esses procedimentos acima, dar preferência para produtos e serviços próximo da minha residência e do lugar onde vivo, ajudam também a preservar o meio ambiente e a aumentar a sustentabilidade da minha família. Todo pelo simples fato de que, agindo assim, eu evito que produtos sejam transportados; combustível seja consumido e toda uma cadeira de poluentes e de consumo de recursos naturais seja movimentada apenas para satisfazer uma vontade minha. Da mesma forma, ao evitar o consumo da carne de animais que estejam ameaçados de extinção ou usar objetos produzidos por indústrias que não sigam as boas práticas de sustentabilidade e muito menos ajam com responsabilidade para com o meio ambiente; pode contribuir decisivamente para a preservação de muitas espécies de animais e plantas; bem como para a sustentabilidade de toda a cadeia produtiva que nos cerca.