Ecologia Urbana

O Caminho para uma Sociedade Sustentável

casa sustentável

O termo sustentabilidade nunca foi tão falado quanto nos dias atuais. Com os problemas provocados pelas mudanças climáticas aumentando em toda parte do planeta, as pessoas começaram a se interessar mais e mais pelo assunto e a mídia, cumprindo o seu papel, passou a dar destaque a inúmeras iniciativas ligadas a essa nova forma de trabalhar a relação entre o homem e suas necessidades e o meio ambiente que provém os meios necessários ao seu sustento e a manutenção de nossas vidas.

Com isso, um número crescente de pessoas começou a se interessar pela adoção das práticas e por viverem de acordo com os preceitos preconizados pela sustentabilidade. Contudo, uma questão fundamental se fez presente e representou um desafio para muitas dessas pessoas: Como aplicar a sustentabilidade em casa? Como reduzir algo tão “estranho” e “intangível” para a maioria das pessoas como as emissões de carbono e os danos provocados, pelo nosso modo de vida, ao meio ambiente?

Tão incrível como os próprios conceitos da sustentabilidade, essa aplicação revelou-se espantosamente simples e estava ao alcance de qualquer pessoa de qualquer classe social. E, o mais surpreendente; é que sequer representava uma dificuldade de vida ou uma alteração muito traumática no modo de vida de cada uma das famílias interessadas nas “boas novas” da sustentabilidade.

As “novas atitudes”, atitudes sustentáveis, além de socialmente mais aceitáveis e responsáveis; mostraram-se claramente economicamente viáveis e passaram a provocar interesse também fora do círculo inicial dos “verdes” e dos “antenados”. A possibilidade de economizar recursos e, em paralelo, economizar uma boa parte do dinheiro necessário para custear as despesas do lar; fez com que muito mais pessoas abraçassem uma forma sustentável de viver.

Então, como aplicar a sustentabilidade em casa? Na verdade é simples; você pode promover o ensino da cultura sustentável entre familiares, amigos e vizinho. Pode trabalhar de uma forma mais sustentável desde a construção ou da reforma de sua própria casa economizando recursos como água e energia e utilizando-se de material de construção certificado e oriundo de empresas que tenham uma postura sustentável também.

Use móveis verdes, móveis construídos com madeira reciclada ou em madeira maciça oriunda de reflorestamentos ou com extração certificada e garantia de origem. Trate seu esgoto corretamente. Não queime lixo ou outros detritos. Recicle o lixo orgânico transformando-o em adubo e a parte não orgânica no que for possível. Caso seja uma boa opção; capte a água da chuva e utilize-a para a limpeza; para descarga em vasos sanitários e para coisas onde o uso da água potável represente um desperdício. Use produtos de limpeza menos agressivos e totalmente biodegradáveis. Jamais jogue lixo nas ruas ou em locais impróprios. Desligue as luzes ao sair do ambiente iluminado. Tome banho com o chuveiro elétrico na posição “verão”. Não escove os dentes, barbeie-se ou lave roupas com a torneira aberta nos momentos em que a água não é necessária. Use menos ar condicionado e abra a geladeira apenas quando souber o que vai apanhar em seu interior.

São coisas simples e fáceis que qualquer pessoa pode fazer. Gestos que proporcionam as famílias uma enorme economia e possibilitam ao planeta um tempo precioso para que se recupere dos danos que nós mesmos provocamos.

Categoria: Sustentabilidade