Ecologia Urbana

O Caminho para uma Sociedade Sustentável

casa-sustentavelComo garantir que nossas grandes cidades não viverão um futuro de ar irrespirável, água racionada e custos altíssimos de energia? Como garantir que o simples fato de habitar uma cidade, em um futuro próximo, não signifique morrer com problemas de saúde derivados da degradação do meio ambiente que nos cerca? A resposta para essas e outras perguntas é uma só: Promover a sustentabilidade em todas as atividades humanas e trazer esse conceito de responsabilidade ambiental para o interior de todas as corporações e todas as empresas d planeta.

Parece simples; não é? Mas, na prática, essa mudança de pensamentos e de paradigmas é algo que o ser humano não está acostumado e que não pretende adotar rapidamente. Por mais urgente que parece (e, na verdade, o é) essa mudança ainda é vista como algo a ser adiado o máximo possível por muitos em muitos lugares do planeta.

No próprio ramo da construção que, tradicionalmente, polui muito; a ideia de se construir casas sustentáveis ainda passa como sendo “coisa de hippie” e algo que custa caro e que tem grandes chances de não dar certo. Mesmo com todas as casas sustentáveis, que foram construídas ao redor do mundo, que tinham fins comerciais tendo sido um sucesso de vendas; um ramo da construção ainda não vê com bons olhos a “perda de lucros” que representam os custos mais elevados desse tipo de construção.

Mesmo assim, em muitos países a construção de casas sustentáveis e a preocupação cada vez maior do empresariado com a redução de resíduos e da poluição provocada pelos canteiros de obra; é a preocupação de muitos empresários que entenderam que uma mudança era necessária e que faria um bem muito grande para os negócios.

A obtenção de uma certificação oficial como construtoras sustentáveis ainda não é uma grande preocupação para muitos desses empresários. Mas o apelo comercial inequívoco que as casas sustentáveis têm, junto ao consumidor final, vai mudar essa postura pouco agressiva do mercado e provocar uma maior especialização e uma busca pela certificação para as construtoras que desejaram firmar-se num mercado futuro que, sem dúvida, será muito mais exigente e antenado com as exigências de uma postura sustentável definitiva nessas empresas. Logo, a certificação para construção de casas sustentáveis será um diferencial muito importante no mercado e que não passará “em branco” pela concorrência.

Reduzindo os impactos ambientais das construções e seus reflexos na comunidade em que elas são executadas será um fator decisivo que garantirá um equilíbrio ambiental muito mais adequado e mais firme no futuro das grandes cidades. A grande “verdade inconveniente” é que se mantivermos o mesmo ritmo de consumo que experimentamos hoje, nosso planeta descambará para um processo irreversível que poderá levar a nossa extinção como espécie vivente. Afinal de contas, sem os recursos naturais, não temos condições de subsistência aqui e nem em lugar nenhum.

Um ambiente equilibrado e uma correção da mentalidade reinante no planeta podem fazer das casas sustentáveis uma verdadeira Arca de Noé que nos levará para um futuro de grandes perspectivas.